Serviços

Sensoriamento Remoto com Drones – Parte I

Para muitas pessoas os drones simplesmente são veículos aéreos que “tiram fotos”, mas na verdade a coisa é bem mais complexa do que parece.

As câmeras presentes na grande maioria dos drones são um tipo de sensor que captura imagens assim como os dos telefones celulares, tablets, notebooks e diversos outros dispositivos comuns no nosso dia a dia.

Mas o que nem todos sabem é que podemos utilizar outros tipos de sensores embarcados em drones, conforme o trabalho a ser executado e o resultado esperado. Esta técnica, independente do sensor utilizado, chama-se sensoriamento remoto. Neste texto e no próximo iremos ver as classificações e os principais tipos de sensores utilizados por drones, além das suas aplicações práticas.

Para começar, vamos entender melhor como os sensores são classificados.

O conceito de sensor, no caso dos utilizados em drones, é o de um dispositivo com capacidade de captar a energia, seja ela refletida ou emitida por uma superfície, e que são registrados por meio digital em arquivos que representam imagens, dados numéricos e textuais, ou ambos.

De acordo com o exposto acima, podemos então classificar os sensores por tipo, como passivos ou ativos.

Os sensores passivos são aqueles que dependem de uma fonte de energia externa para a coleta dos dados, como uma câmera fotográfica, com o flash desligado, que se utiliza do reflexo da luz solar para capturar as imagens.

Já os sensores ativos possuem a sua própria fonte de energia para emissão e posterior coleta dos dados. Uma câmera fotográfica em ambientes com pouca ou nenhuma iluminação e que esteja com o flash ligado, ou o radar que se utiliza da emissão de ondas de rádio, são alguns exemplos.

Também podemos classificar os sensores pelo resultado obtido. Nesse caso teremos os imageadores e os não imageadores.

Como o próprio nome sugere, os sensores imageadores retornam os dados sob a forma de imagens, enquanto os não imageadores retornam dados relacionais, como números e informações textuais que podem ser utilizados em bases de dados georreferenciadas e para a criação de relatórios analíticos com gráficos, por exemplo.

Caso tenha alguma dúvida ou deseje saber mais sobre um determinado assunto relacionado a operações com drones, entre em contato conosco através da página de contato do site ou deixe uma resposta no final desta página. Até a próxima!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *